No passado dia 04 de maio, durante o serão de sábado à noite do Fátima Jovem, subiram a palco 14 grupos de 14 Dioceses do nosso país para actuarem no XII Festival Nacional da Canção Mensagem.

A canção «Gerou-se em Mim», da Diocese de Vila Real, ganhou o festival jovem

No fim da noite, após a consagração dos vencedores, recolhemos as primeiras emoções do Grupo de Jovens “Ad Saltum”.

A vocalista Bruna Vieira define que este festival e iniciativas como estas são muito importantes para os jovens:  “a  vontade é sempre participar em actividades como estas que de facto mostram a fé que a juventude tem na nossa Igreja.”

Uma igreja que na sua opinião “envolve a juventude” pelo modo como credibiliza a nossa fé, e a forma como hoje estamos aqui reunidos, com esta amizade, este amor e este louvor.”

Para a Joana Moura talvez o “segredo da vitória tenha sido a simplicidade” da letra. Para a Joana, guitarrista do grupo, este momento foi muito especial: “Pedimos (a Maria) para que esta união entre nós nunca termine. É algo que vamos guardar e recordar futuramente. Que daqui a uns anos possamos recordar o que fizemos aqui.”

O pároco Pe. Pedro Rei Alves, responsável pela presença do grupo no festival, estava bastante feliz com o resultado mas principalmente com o testemunho dos seus jovens:

“Quando nós somos os párocos ficamos deliciados quando vemos os jovens da nossa comunidade contentes por ganhar um festival católico. Alguns deles tinham hoje a Queima das Fitas, não foram, abdicaram disso para poder estar aqui porque acharam que era mais importante e isso faz parte do crescimento enquanto Cristãos, enquanto pessoas e isso traz-nos grande alegria. “

Questionado sobre a importância destas iniciativas para os jovens católicos o pároco da paróquia de Salto não hesitou em responder:

“Se os Jovens não tiveram algo que seja à sua medida e que traga também a medida de Deus acabam por se sentir fora do contexto da Igreja. E essa é a grande novidade que estes Jovens nos trazem!”

O Centro Paulo VI transbordou de talento, de festa e de música! Com um auditório completamente preenchido, com cerca de 2000 pessoas, os 14 grupos apresentaram as suas músicas transmitindo a sua fé e o entusiasmo de seguirem Jesus e o Evangelho.

Foram 14 as dioceses presentes: “Grupo de Jovens Dar +” da diocese de Portalegre-Castelo Branco; “Grupo de Jovens de Olhalvo” – Vigararia de Alenquer da diocese de Lisboa; “Juventude Mariana Vicentina” da diocese de Viseu; grupo “Shalom” da Diocese de Setúbal; “Grupo de Jovens Ad Saltum” da diocese de Vila Real; “Grupo Coral Juvenil “Bagos de Deus” da diocese de Lamego; “Grupo de Jovens Caminha com Cristo” da diocese de Viana do Castelo; “Grupo de Jovens JuveCristus” da diocese de Aveiro; “Grupo de Jovens (Ê)mana” diocese de Évora; “Juventude Eucarística Franciscana” da diocese de Bragança-Miranda; “Grupo Magnificat” da diocese do Algarve; “Grupo de Jovens e_Amen” da diocese de Coimbra; “Movimento Católico de Estudantes” da diocese de Leiria-Fátima; “Grupo J.S.V. Renascer” da diocese de Beja.

Foi de facto um espectáculo emotivo e muito feliz!

No fim da noite, enquanto a “Banda Missio” animava e de que maneira o intervalo, o júri representado pelo Pe. João Paulo Vaz, Camille Foletto, Pedro Ferreira, Paulo Adriano, Thiago Melo, teve escolher os vencedores da noite.

Apesar de todos serem grandes vencedores, destacaram-se: no 1º lugar – Grupo “Ad Saltum”, Diocese de Vila Real, com a música “Gerou-se em mim”; 2º lugar – Grupo de Jovens de Olhalvo, Diocese de Lisboa, com a música “Vem da Palavra”; 3º lugar – Grupo Magnificat, Diocese do Algarve, com a música “Mãe de toda a Igreja”; e prémio Ser –  Grupo de Jovens de Olhalvo.

«Gerou-se em mim»
Letra de Bruna Ribeiro e Pe. Pedro Alves

Foi numa manhã fresca e de sol
Em que a primavera
Começava a florir.
Voltei-me com um girassol
Rasgaste a minha janela
Para me fazer sorrir.
Tocaste-me, envolveste-me em luz
Quebraste os medos
Para me entregar
Disseste o seu nome: Jesus,
E a massa nos dedos
Começou a levedar.
E os olhos lá do céu
Estavam em mim…

E o amor brotou
Como uma flor no meu peito
Crescendo
E o sim rasgou o silêncio de um jeito
Que a palavra gerou-se em mim

Com a porta aberta vi montanhas
Caminho traçado
Para percorrer.
E o pão que crescia nas entranhas
Era amor amassado
Para te oferecer.
Num abraço dançamos sem fim
Enquanto as estrelas
Nos reconheciam.
Na estrada ficou o jardim
De maravilhas tão belas
Que em mim já floresciam.
E os olhos lá do céu
Estavam em mim…

E o amor brotou
Como uma flor no meu peito
Crescendo
E o sim rasgou o silêncio de um jeito
Que a palavra gerou-se em mim

Share
Share