Bem-vindos ao site português do Departamento Nacional da Pastoral Juvenil dedicado à JMJ16.

 JORNADAS MUNDIAIS DA JUVENTUDE 2016
CRACÓVIA, POLÓNIA - 26 JULHO A 31 JULHO

«Bem-aventurados os misericordiosos porque alcançarão misericórdia» (Mt 5,7) 

Hino das Jornadas

No dia 6 de janeiro, às 12h00 em Cracóvia - na Solenidade da epifania do Senhor - no final da procissão dos Três Reis Magos, escutámos a estreia do hino oficial das Jornadas Mundiais da Juventude Cracóvia 2016.

 

 

O autor da música e da letra do hino «Bem-aventurados os misericordiosos» é Jakub Blycharz, compositor natural de Cracóvia, formado num ambiente dominicano, advogado de profissão e músico de vocação. É autor de vários cânticos litúrgicos de língua polaca. Juntamente com a esposa e a filha está ligado à comunidade cracoviana «Voz no deserto».

Na estreia do hino participaram três vocalistas: Katarzyna Bogusz, Aleksandra Maciejewska i Przemek Kleczkowski, em conjunto com um coro de 50 pessoas e uma orquestra sob a batuta do maestro Huberta Kowalski.

Entre uma grande multidão de habitantes de Cracóvia, estiveram presentes para escutar a estreia do hino o cardeal Stanisław Dziwisz, o bispo Damian Muskus e o autor do cântico, Jakub Blycharz.

As traduções oficiais da letra do hino são da responsabilidade das Conferências Episcopais dos vários países. Às pessoas interessadas na tradução do hino na sua língua materna sugerimos que entrem em contacto com a sua respetiva Conferência Episcopal.

Jakub Blycharz, compositor e autor do hino das Jornadas Mundiais da Juventude Cracóvia 2016, logo após o anúncio da canção vencedora, referiu na entrevista, que antes de começar a escrever o hino foi procurar uma palavra inspiradora na Sagrada Escritura e encontrou a promessa contida no capítulo 31 do Deuteronómio: «Agora, escrevei para vós este cântico; ensina-o aos filhos de Israel e coloca-o na boca deles, a fim de que este cântico me sirva de testemunho contra os filhos de Israel» (Dt 31, 19).

Todo o texto do hino tem um carácter radicalmente bíblico. O hino começa com as palavras do Salmo 121(120), que derramam no nosso coração a paz e a certeza de que o Senhor Misericordioso cuida de nós e cumpre a sua promessa de nos acompanhar "agora e pra sempre". Logo na primeira estrofe - entre as citações do Antigo Testamento - Deus é classificado como Misericordioso.

Na segunda estrofe encontramos uma alusão à parábola da ovelha perdida do Evangelho de Lucas (15,1-7), a qual nos comunica a esperança do incansável esforço de Deus em nos reconquistar para nos introduzir na plenitude da Vida. Nesta parábola, Jesus confirma-nos a grande alegria que há no céu por causa da conversão de cada pecador. Através da sua morte na cruz, Jesus deu-nos acesso a uma nova vida - inscreveu a humanidade no eterno plano da salvação, graças ao Seu Preciosíssimo Sangue derramado por nós.

O refrão do hino é composto pelas palavras da quinta Bem-aventurança do Sermão da Montanha do Evangelho de São Mateus (Mt 5,3-10): «Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia».

Este é também o lema das Jornadas Mundiais da Juventude, que se vão realizar em Cracóvia - a cidade da mensagem da Misericórdia Divina revelada a Santa Faustina Kowalska.

A terceira estrofe é uma paráfrase do Salmo 130 De profundis: «Se tiverdes em contas as nossas faltas, Senhor, quem poderá salvar-se?» / Mas em Vós está o perdão, para serdes temido com reverência». A atitude de Deus para connosco é inspiração para também nós sermos misericordiosos uns para com os outros.

A estrofe seguinte é uma síntese dos pontos mais importantes do kerygma, ou seja, as verdades fundamentais do Evangelho que se referem à nossa redenção realizada em Cristo crucificado, sepultado e ressuscitado e à profissão de fé em Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador.

A ponte do hino é um desafio para viver com a esperança e a confiança que brotam da fé na ressurreição de Jesus Cristo.

 

Email

Texto do Hino

1. Levanto os meus olhos para os montes, Donde me virá o auxílio
O meu auxílio vem do Senhor,
porque Deus é Misericordioso!

2. Quando nos perdemos, Ele mesmo nos procura e carrega nos seus ombros,
Cura as nossas feridas com o Sangue das suas chagas, e inspira-nos uma nova vida!
Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia!

3. Se o Senhor não nos perdoasse as culpas, quem poderia resistir?
Mas ele perdoa, portanto e nós
Façamos também como o nosso Deus!

4. Com o Sangue do seu Filho, o Senhor apagou todas as nossas dívidas,
O Filho levantou-se vivo do túmulo;
«Jesus é o Senhor” – fala em nós o Espírito. Que o mundo veja isto!

Lança fora o medo e sê fiel,
Entrega ao Senhor os teus cuidados
E confia, pois Ele ressuscitou e está vivo
o Teu Senhor e o Teu Deus!

Polish version

1. Wznoszę swe oczy ku górom, skąd
Przyjdzie mi pomoc;
Pomoc od Pana, wszak Bogiem On
Miłosiernym jest!

2. Kiedy zbłądzimy, sam szuka nas,
By w swe ramiona wziąć,
Rany uleczyć Krwią swoich ran,
Nowe życie tchnąć!

Błogosławieni miłosierni,
albowiem oni miłosierdzia dostąpią!

3. Gdyby nam Pan nie odpuścił win,
Któż ostać by się mógł?
Lecz On przebacza, przeto i my
Czyńmy jak nasz Bóg!

4. Pan Syna Krwią zmazał wszelki dług,
Syn z grobu żywy wstał;
„Panem jest Jezus” – mówi w nas Duch.
Niech to widzi świat!

Więc odrzuć lęk i wiernym bądź,
Swe troski w Panu złóż
I ufaj, bo zmartwychwstał i wciąż Żyje Pan, Twój Bóg!

Email